A ter em conta após a decisão de ter um cão

Se tiver consultado as outras secções de O meu primeiro cão, de certeza que escolheu o cão mais indicado para si tendo em conta a sua personalidade e o seu estilo de vida, bem como a idade, género, etc. do cão. É possível que seja um cão de raça ou, então, que o tenha adotado junto de uma associação de proteção de animais, tendo escolhido um entre tantos outros cães para adoção. Independentemente do cão escolhido, lembre-se de que cuidar corretamente de um cão requer cuidados específicos dentro e fora de casa, um mínimo de equipamento e que saiba como atuar quando o levar para casa. Se, além disso, aprender o máximo possível sobre as necessidades de adestramento de um cão: alimentação, bem-estar e saúde, não tardará em ser reconhecido como “pet owner do ano”.

O equipamento

A decisão de ter um cão não se resume a encontrar o cão que mais lhe agrada e a levá-lo para casa, também terá de ter em conta que ele irá necessitar de um espaço para descansar e de utensílios de higiene, bem como uma alimentação adaptada às suas necessidades, entre muitas outras coisas importantes para o seu bem-estar e que significarão uma despesa para si.

Uma vez assumido o desembolso que o equipamento do seu novo cão implica, antes da sua chegada a casa deve ter tudo preparado: comedouro, bebedouro, local de descanso (pelo menos para os primeiros dias), alimento (manter o mesmo que ele já tomava e, se decidir mudar, fazer uma transição alimentar correta) e os materiais necessários para a higiene corporal, como uma escova adequada ao tipo de pelo e um champô especial para cães. Também deve ter uma trela e uma coleira adequadas ao tamanho do cão. Pode consultar mais informações sobre todos estes temas em Preparação da chegada de um cachorro.

A segurança dentro e fora de casa

Todos sabemos que o cão corre riscos quando o levamos a passear; no entanto, em casa existem perigos que costumam passar despercebidos. Desde a possibilidade de ingerir alguma planta tóxica ou morder cabos ligados à corrente elétrica, a sua casa está repleta de inimigos ocultos que deve conhecer para poder evitá-los.

Fora de casa.

  • O principal risco para um cão novo durante o seu período de adaptação é a possibilidade de se perder antes de ter sequer estabelecido um vínculo consigo. Por isso, certifique-se sempre de que está bem preso quando o leva a passear. Como os acidentes podem acontecer a qualquer momento, é fundamental que esteja identificado com o microchip, de modo a poder recuperá-lo.
  • Se tiver a sorte de viver numa moradia unifamiliar com jardim, deve garantir que ele não consegue sair da propriedade. E seja paciente se lhe der para escavar precisamente no canteiro com as suas flores preferidas.

Dentro de casa.

  • Os inimigos silenciosos para o cão dentro de casa são os sacos de plástico (podem asfixiar-se caso estes se enrolem na sua cabeça), os cabos ligados à corrente, algumas plantas ornamentais que podem ser tóxicas para o cão, os medicamentos e os produtos de limpeza. Como é óbvio, deve manter tudo isto longe do alcance do cão.

Para alargar o seu conhecimento sobre estes temas tão importantes para o seu novo cão, recomendamos-lhe a leitura da nossa secção Cuidados e manutenção do cachorro.

Como atuar quando chega à sua nova casa

Independentemente da idade, é melhor deixar o cão num local tranquilo e permitir-lhe que explore o novo território por si mesmo. Se for um cão adotado e tímido, não o deve obrigar; é melhor deixá-lo sozinho numa divisão e esperar que se adapte. Logo desde o início, é muito importante não o deixar fazer aquilo que não queremos que faça, por exemplo, se não gosta que o cão suba para a cama, não permita nunca que o faça, inclusive nos primeiros dias. Além disso, se tiver crianças ou outros animais de estimação deve ter cuidados adicionais.

Cão com crianças.

  • Regra geral, as crianças sentem-se muito atraídas pelos animais e o seu primeiro impulso é tocar-lhes e até abraçá-los. Se tiver crianças em casa, principalmente crianças pequenas, deve ter muito cuidado: um cão pequeno pode ficar magoado e um cão muito grande pode magoar involuntariamente a criança.
  • Além disso, antes de permitir que a criança, ainda que mais velha, toque no cão, deve ter a certeza de que o seu novo cão é meigo com as crianças, o que basicamente depende de se estiver ou não habituado a elas.

Cão com outros animais.

  • Se tiver outros animais em casa, principalmente quando se trata de um gato, e o cão novo não estiver habituado à presença deste, o melhor é mantê-los separados em diferentes divisões para se habituarem ao cheiro. Depois, deverão adaptar-se à presença mútua, mas sem haver contacto físico. Só quando tiver a certeza absoluta de que não existe risco de confronto é que poderá permitir que estejam na mesma divisão.
  • Se o animal de estimação for um coelho ou um pequeno roedor, atenção aos cães de caça ou com um instinto caçador muito desenvolvido; é possível que nunca se adaptem.
a-tener-en-cuenta-tras-la-decision-interior

Mais informação sobre cães

Além de muito carinho, os cuidados prestados a um cão implicam saber o máximo possível sobre a sua alimentação, dado que muitas vezes está intimamente relacionada com a saúde. Também nenhum cão é saudável se tiver problemas de comportamento e não receber os cuidados diários básicos. Para chegar a ser um pet owner exemplar deve ampliar os seus conhecimentos acerca de todos estes assuntos.

  • Nutrição. É totalmente impossível que o cão tenha uma saúde de ferro se a sua alimentação não for a adequada, e isso varia em função da idade, do tamanho estimado em adulto, se está esterilizado ou não, se tem alguma sensibilidade especial ou se é de alguma raça de cães concreta. Para aprender tudo o que necessita saber sobre a nutrição correta do seu novo cão, recomendamos-lhe a leitura da nossa secção “Nutrição para cães”.
  • Bem-estar. Gostaria de saber o que fazer com o seu cão nas férias, quais os fatores que influenciam o peso, como cuidar da pele e do pelo, como prevenir o golpe de calor, como lhe dar banho e muitos outros temas que o ajudarão a cuidar melhor dele? Nesse caso, a secção que procura é Bem-estar e cuidados para cães
  • Saúde. Este é um dos temas que mais preocupa os pet owners, mas curiosamente nem sempre sabemos coisas tão simples como medir a temperatura e muito menos outras mais importantes, como por exemplo, melhorar a sua saúde renal ou articular, os benefícios da esterilização ou como manter a sua higiene oral. Pode encontrar todos estes temas e muitos mais na secção Conselhos de saúde para cães.
  • Educação. O adestramento do cão é tão importante como proporcionar-lhe um alimento adaptado às suas necessidades e vaciná-lo periodicamente, mas nem sempre sabemos como ensinar-lhe tudo aquilo que desejamos. Se desejar conhecer os principais aspetos a ter em conta para educar corretamente o seu cachorro, recomendamos-lhe a leitura da nossa secção Adestramento para cachorros. Existem muitos outros temas relacionados com a educação e o comportamento do seu novo cão, por exemplo, como melhorar a comunicação com o cão, como tranquilizar um cão assustado e como é a linguagem canina, pelo que lhe recomendamos a leitura da nossa secção Educação para cães.