Pelo comprido ou curto?

De pelo largo o corto

A escolha de um gato levanta várias questões, tais como se queremos alguma raça em particular, qual o sexo que preferimos, ou até mesmo se queremos um gato jovem ou não.

Mas, embora não pareça muito importante, também devemos avaliar se é melhor ele ter o pelo curto ou comprido.

Na verdade, os cuidados gerais, durante o crescimento, são os mesmos para todos os gatinhos, sendo que devem centrar-se em proporcionar uma alimentação equilibrada, adaptada às necessidades específicas do desenvolvimento e nos cuidados de saúde aconselhados pelo veterinário. Contudo, nos gatos de pelo comprido, devemos ter em conta os produtos adicionais para manter o seu pelo em ótimas condições.

Neste sentido, e dependendo do tipo de pelo, pode ser suficiente uma escova ou uma cardadeira. Porém, em alguns casos, pode ser necessário acrescentar um pente, uma tesoura e produtos cosméticos, tais como champô e condicionador, pois os gatos de pelo longo são mais fáceis de cuidar se tomarem banho com frequência e se forem utilizados produtos adequadas para a sua pele.

Todos os gatos devem ser escovados, especialmente durante a época de muda de pelo, desta forma conseguimos diminuir a quantidade de pelo ingerida quando se lambem (e eliminamos também muito do pelo que normalmente acaba no sofá, na cama, ou na própria roupa). Contudo, é necessário fazê-lo sobretudo no caso dos gatos de pelo comprido, sendo que no Persa a escovagem pode praticamente chegar a ser diária.

Se até agora pensava que poderia ter um gato de pelo comprido, sem escová-lo frequentemente, asseguramos-lhe de que, em menos tempo do que possa imaginar, o pelo do seu gato ficará com bastantes nós, que apenas desaparecerão com a intervenção de um profissional, embora, ao chegar a este ponto, a única solução seja rapar completamente.

Como vê, acabamos de falar de gatos que têm pelo, seja ele comprido ou curto, mas recordamos que também existem gatos sem pelo, como o Sphynx ou Peterbald, que não são muito adequados para quem vive em locais frios, já que não têm qualquer proteção e precisam de uma temperatura ambiente alta. Por outro lado, raças como o Bosques da Noruega ou o Maine Coon são muito resistentes ao frio.

Lembre-se, antes de escolher um gato de pelo comprido avalie se pode dedicar-lhe todo o tempo de que ele necessita e ter condições económicas para mantê-lo em ótimas condições. Se não o conseguir, a nossa recomendação é que escolha um gato de pelo curto, quer seja ou não de raça, pois isso não significa que ele não necessite dos cuidados mínimos, mas sempre exige menos esforço do que um gato de pelo comprido.

Também não nos devemos esquecer que nenhum pelo estará saudável se a pele não o estiver também. Por isso, todos os cuidados devem ser de qualidade: a alimentação, os cuidados veterinários e a higiene.