Seis regras para melhorar o ambiente do seu gato

Seis reglas para mejorar el entorno de tu gato

O gato é um animal com uma grande necessidade de contacto social e de oportunidade para expressar os seus padrões normais de comportamento, especialmente no que toca aos seus comportamentos de brincadeira, caça e alimentação.

De forma a promover estes comportamentos dos gatos, utilizam-se diferentes técnicas, genericamente denominadas por enriquecimento ambiental, que consiste na modificação, através de diferentes formas, do ambiente do gato, para torná-lo mais estimulante e divertido para ele, melhorando o seu bem-estar.

As opções para tornar o ambiente do gato muito mais interessante para ele são muito variadas, desde mudar os seus hábitos alimentares, posicionar adequadamente os bebedouros, proporcionar áreas de descanso, estimulá-lo visualmente, colocar postes e arranhadores e fornecer brinquedos para aumentar o nível de exercício.

Mas vejamos estes pontos de forma mais detalhada.

  1. A modificação dos hábitos alimentares pode ser conseguida através da colocação de vários comedouros em casa, para que o gato tenha de caminhar para comer, ou utilizando brinquedos dispensadores de alimento, nos quais possa introduzir a ração diária de alimento para que ele tenha de empregar mais tempo para saciar seu apetite.
  2. A localização adequada dos bebedouros é importante, porque os gatos preferem que o local onde bebem seja iluminado e longe das áreas de alimentação, mais concretamente a meio do caminho entre as áreas de alimentação e as de descanso. Além disso, colocar o bebedouro numa posição ligeiramente mais baixa do que a do corpo vai ajudá-los a adotar uma postura para beber mais típica da espécie.
  3. Os gatos preferem lugares de descanso quentes, secos e protegidos, pelo menos por dois lados, para que possam observar o seu ambiente, sem sentirem a sensação de ameaça atrás de si. Geralmente selecionam locais altos, mas também podem descansar no chão, ainda que, neste caso, procurem lugares mais protegidos.
  4. O estímulo visual pode ser melhorado através do acesso a prateleiras, estantes ou redes de dormir junto às janelas, de modo a que o gato possa ver a rua (o que o entretém). Pode colocar-se um comedouro para pássaros no exterior da janela, de modo que o gato possa observá-los, mas, neste caso, é essencial que ele não possa alcançá-los e, caso viva num andar alto, que não represente um risco de queda. Por outro lado, os aquários podem estimular bastante os felinos, mas deve ter-se o cuidado de proteger a sua superfície.
  5. Os postes para escalar tornam o ambiente do gato mais amplo (oferecem a possibilidade de subir) e facilitam a brincadeira, que se associa ao exercício. Os sistemas de escalada contínua promovem ainda mais estas atividades. Por sua vez, os arranhadores podem ser muito diversificados e devem ser adaptados às preferências individuais de cada animal.
  6. Os brinquedos mais usados são os simuladores de presas, – ratos de pelo ou objetos semelhantes presos a cordas ou linhas, uma vez que estes estimulam os comportamentos predatórios. Com estes brinquedos, a quantidade de exercício aeróbico é aumentada, o que reduz a euforia e o stress. Recomenda-se brincar com o gato entre 10 a 15 minutos, duas ou três vezes por dia.

O enriquecimento do ambiente é muito importante para qualquer gato, mas é especialmente recomendado para aqueles que vivem sozinhos em casa, para os que não têm acesso ao exterior, para os que passam muitas horas sozinhos, para gatos jovens e para gatos muito ativos. Algumas raças distinguem-se por estas características, por exemplo, o Abissínio, o Siamês e o Oriental.

Também os gatos com determinados problemas de saúde, tais como a obesidade, as doenças urinárias, ou os problemas de comportamento, podem melhorar muito o seu bem-estar físico e emocional com a aplicação de algumas destas medidas.