A responsabilidade de ter um cão

Escolher um cão deve ser uma decisão importante na nossa vida uma vez que nos estamos a responsabilizar por cuidar de outro ser vivo. E porque é que é assim tão importante? Porque a responsabilidade de cuidar de um cão deve ser assumida ao longo de toda a vida toda do animal e porque devem ser tidos em consideração muitos aspetos: o tempo que é necessário dedicar ao cão, o custo dos cuidados de higiene, informarmo-nos acerca das reais necessidades do cão e os cuidados veterinários, entre muitos outros, como por exemplo o custo de aquisição do animal caso optemos por comprar o cão.

Ponderar cuidadosamente

O compromisso de se ter um cão só deve ser assumido após uma análise rigorosa e honesta, nunca num impulso momentâneo em frente a uma vitrine de uma loja de animais, em resposta à proposta de um amigo que acaba de ter uma ninhada, a um anúncio na internet ou à visita a uma associação protetora com uma extensa lista de cães para adoção. Muito pelo contrário, antes de ter um cão ou cachorro devemos pensar bem sobre o assunto para depois não haver arrependimentos.

Esta decisão não nos afeta só a nós. Quando tencionamos oferecer um cão devemos ter a certeza absoluta de que a pessoa que o irá receber realmente o quer e que, além disso, é o cão adequado ao seu estilo de vida e gostos pessoais.

Na nossa opinião os animais de estimação não são presentes, mas se não partilhar da mesma opinião, recomendamos-lhe encarecidamente que permita ser o futuro pet owner a escolher o melhor cão para si.

responsabilidad-de-tener-un-perro-interior

O abandono nunca é uma opção

A responsabilidade de ter um cão é um compromisso que deve ser assumido durante toda a vida do animal, por isso gostaríamos de frisar que o abandono de cães é um dos atos mais cruéis e irresponsáveis. Além de ser injusto para o animal é proibido por lei.

Os benefícios de ter um cão superam largamente os inconvenientes, mas se não tiver a certeza de poder assumir essa responsabilidade, é melhor que não o faça: o cão dependerá de si durante toda a sua vida.

Em Portugal, embora o abandono de animais seja considerado um delito há já alguns anos, sujeito a sentenças que preveem inclusive pena de prisão, a quantidade de animais de estimação abandonados no nosso país aumenta todos os anos cerca de 20 porcento. Isto significa que em Portugal são abandonados todos os anos cerca de 40.000 animais.

A Royal Canin está empenhada em combater o abandono, um flagelo social que exige o compromisso de todos.