listbox

Cão da Serra de Aires

  • Nome da raça: Cão da Serra de Aires
    Classificação: Gr. 1, Secção 1 (Cães de Pastor. Sem prova de trabalho)
    Nome de origem: Cão da Serra de Aires
    Tamanho: Mediano
    Outros nomes:
  • Altura ao garrote machos:

    45-55 cm.

    Peso machos:

    17-27 kg.
  • Altura ao garrote fêmeas:

    42-52 cm.

    Peso fêmeas:

    17-27 kg.
  • País de origem:

    Portugal
Imagem doCão da Serra de Aires

Características físicas

De tamanho médio (mesaticéfala), forte, larga, nem comprida, nem pesada.

Região craniana
Crânio: A sua forma tende para o quadrado, com largura ligeiramente inferior ao comprimento; os eixos longitudinais craniofaciais são divergentes. É abaulado nos dois eixos, mas mais lateralmente. As arcadas supraciliares não são salientes. O sulco frontal é acentuado e estende-se até ao meio da fronte. A região entre as orelhas é quase plana e a protuberância occipital é aparente. A depressão nasal frontal (Stop): bem marcada.

Região facial
Trufa: Bem visível, ligeiramente arrebitada, com narinas bem abertas, arredondada vista de frente, cilíndrica e truncada quase verticalmente. De preferência preta, pode ter cor castanha (fígado) nos cães amarelos e nos cães castanhos, mas sempre mais escura do que a da pelagem. Chanfro: curto, medindo dois terços do comprimento do crânio; quase cilíndrico. A largura é proporcional ao seu comprimento e à sua forma. O seu perfil é retilíneo ou ligeiramente côncavo. Lábios: bem unidos e não sobrepostos, quase direitos, finos, firmes; da mesma cor da trufa. Maxilas/dentes: desenvolvimento normal, com perfeita oposição das duas maxilas. Dentição completa; 42 dentes brancos e sólidos. Articulada em tesoura; sendo aceite a articulação em pinça
Áreas do cão
De dimensões médias; arredondados; de preferência de cor escura, mas nos cães de cor castanha ou dourada podem ser de cor de avelã ou âmbar. Encontram-se bem à flor do rosto. A expressão é viva, inteligente mas dócil. As pálpebras são abertas horizontalmente, pigmentadas de preto ou sempre mais escuras do que a cor da pelagem e de acordo com a cor da trufa.
Áreas do cão
Inseridas alto; pendentes e não dobradas; triangulares, finas e lisas. De tamanho médio, de comprimento igual à largura (com cerca de 10 cm).
Áreas do cão
Linha superior: horizontal ou ligeiramente mergulhante. Garrote: Forte e ligado harmoniosamente com o pescoço e com o dorso. Dorso: direito ou ligeiramente mergulhante e comprido; o seu comprimento é quase o dobro do comprimento do rim. A sua musculatura é forte. Lombo/rim: curto, largo e encurvado, bem musculado e bem ligado ao dorso e à garupa. Garupa: ligeiramente proeminente e descaída suavemente; de comprimento e largura médios; musculatura forte. Peito: bem descido ao cotovelo; de altura e largura médias. As costelas são ligeiramente arqueadas, oblíquas para trás; o esterno é saliente, largo, bem descido para trás. Região do esterno ampla. Linha inferior e Ventre: subida, ventre medianamente volumoso; flancos ligeiramente subidos.

Pescoço: Ligação harmoniosa com a cabeça e com o tronco, de comprimento médio, direito e ligeiramente subido, espessura média e bem musculado, sem barbela.
Áreas do cão
Membros anteriores: fortes, bem aprumados vistos de frente e de perfil e bem afastados. A distância do cotovelo ao garrote é ligeiramente inferior à do cotovelo ao solo. Ombros: de comprimento médio; inclinação de 45º; bem musculados. Ângulo escápulo-umeral de 90º. Braços: fortes de comprimento médio; com inclinação de 45º. Bem musculados. Cotovelos: paralelos, junto ao peito. Ângulo úmero-radial de 135º. Antebraços: compridos; verticais e bem musculados; ossatura média. Carpos: secos e não salientes. Metacarpos: de comprimento médio e espessura regular; não muito inclinados nem totalmente aprumados. Mãos: Arredondadas, não espalmadas; dedos compridos e unidos, bem curvados. Unhas compridas, fortes e de cor preta ou mais escuras do que a cor da pelagem. Almofadas espessas e duras.

Membros posteriores: de largura média, são bem aprumados vistos de trás. Fortes, dão uma perfeita impressão de potência e agilidade. Coxas: de comprimento e largura médios; bem musculadas. Ângulo de articulação coxo-femoral de cerca de 105º. Joelhos: direitos, sem desvios para fora ou para dentro. Articulação fémur-tibial forma um ângulo de cerca de 130º. Pernas: Compridas; pouco inclinadas; bem musculadas; ossatura forte. Jarretes: largura média; mais baixos do que altos; fortes e secos; ângulo do jarrete de cerca de 120º. Metatarsos: comprimento e espessura médios, mas fortes; não muito inclinados para baixo nem para a frente; podem apresentar presunhos simples ou duplos. Patas: em tudo idênticas às mãos.
Áreas do cão
Liso ou pouco ondulado; comprido; textura ligeiramente áspera e preferencialmente caprea. Forma uma longa barba, um bigode e sobrancelhas, mas não cobre os olhos. Denso e igualmente repartido por todo o corpo, incluindo os espaços interdigitais. O pelo é de grossura média. Ausência de sub-pelo ou de pelo lanoso. Pelo muito longo na cabeça, no tronco e membros, incluindo os espaços interdigitais.
Áreas do cão
Inserção alta; pontiaguda; tocando o jarrete. Afilando desde a raiz; o pelo é abundante e comprido. Em repouso cai entre as coxas; mais ou menos arqueada e curva na extremidade. Em ação estende-se acima do dorso, ligeiramente curvada por cima do dorso, mas nunca deve cair sobre o dorso.
Áreas do cão
Amarela, castanha, cinzenta, dourada e lobeiro (dourado cor de carvão), com as variedades claro, médio e escuro, e preto (mais ou menos afogueadas, mas nunca matizado de branco), à exceção de uma pequena mancha no peitoral.
Áreas do cão

Informação geral

Fotos