Nove conselhos de natal para o seu animal de estimação

Nueve consejos navideños para tu mascota

Durante estas festas, gostemos ou não, os nossos hábitos mudam: visitas de familiares, refeições mais abundantes e menos controladas, mudanças de horários, etc.

Logicamente, estas mudanças também afetam os nossos animais de estimação, muitas vezes para pior. Por isso, aqui deixamos alguns conselhos para que as festas de Natal não impliquem danos para o seu animal de estimação.

  • Mantenha o seu gato ou cão longe das suas refeições, não só porque o conteúdo não é apropriado para as necessidades dele, mas porque podem causar-lhe de uma simples indigestão até vómitos e diarreias, até mesmo uma gastroenterite, com a correspondente visita ao veterinário.
  • Alguns alimentos são proibidos porque podem causar danos nas gengivas ou no aparelho digestivo. O que é proibido para o nosso animal de estimação? Pedaços afiados de ossos, bem como restos de marisco e peixe, que podem causar danos físicos.
  • O chocolate é outro alimento que temos de manter longe dos nossos animais de estimação; lembre-se de que se o comerem em grandes quantidades, pode ser tóxico para eles.
  • Se os maus hábitos alimentares permanecerem, podem aparecer problemas muito complicados, como a diabetes, as disfunções renais e a obesidade.
  • Durante as festas de Natal o melhor alimento para o animal de estimação continua a ser o do costume e, se desejarmos dar-lhe um “capricho”, que seja adaptado às suas necessidades nutricionais. Que tal uma deliciosa lata de alimento húmido?
  • Os gatos são especialmente sensíveis às mudanças no seu ambiente, pelo que, para além de todos os cuidados de alimentação que mencionámos, há que adicionar o respeito pela sua tranquilidade. Por isso, durante as visitas, em que nunca faltam vozes altas, gargalhadas e música, deixe-o esconder-se se assim quiser e não deixe que o incomodem, nem mesmo as crianças, por muito que estas insistam.
  • Geralmente, os cães recebem com agrado os visitantes, embora seja possível que fiquem um pouco nervosos. É bom que o deixemos receber as pessoas normalmente, mas se ficar muito nervoso, talvez seja melhor mantê-lo preso enquanto recebemos as visitas e, quando toda a gente estiver mais calma, deixá-lo sair para se comporte normalmente.
  • Se o nosso cão tem medo de fogo-de-artifício, estas alturas não são as mais adequadas para o soltar. Como não sabemos quando se poderá ouvir um estouro, mesmo que distante, é melhor prevenir uma possível fuga descontrolada.
  • Durante o Natal, quase toda a gente altera as suas rotinas, mas quanto menos isso afetar o nosso animal de estimação, melhor. Portanto, tanto quanto possível mantenha os seus horários de alimentação e de passeios.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *