A linguagem corporal do gato

el_lenguaje_corporal_del_gato

O gato comunica com o mundo à sua volta de três formas: através dos cheiros, sons e gestos.

Ainda que as principais sejam os cheiros e os sons, a linguagem corporal possui igualmente a sua importância, pois a partir da postura do corpo, incluindo as expressões faciais, um gato consegue saber o que o outro “sente”. E nós também, claro.

A linguagem corporal forma-se através da postura do corpo, da posição da cauda, da expressão facial e até mesmo do ângulo da cabeça. Os seus significados representam um autêntico vocabulário, que varia com apenas algumas pequenas alterações, tornando a expressão de medo em agressividade com apenas um simples arqueamento do dorso.

No entanto, dependendo do contexto, algumas mensagens têm significados diferentes, o que é fácil de observar nos gatos quando brincam, cujas posturas e expressões são semelhantes às de agressividade ou de caça.

Além disso, a cauda é muita expressiva, por exemplo, quando um gatinho se aproxima da sua mãe, a sua cauda está completamente levantada, o que permite uma inspeção e uma limpeza fácil da região genito-anal. É óbvio que os adultos também levantam a cauda, especialmente quando cumprimentam outros gatos, se os conhecerem, bem como os seus donos. Por outro lado, uma cauda levantada, mas com o pelo eriçado, significa que o gato está agressivo, assim como se abanar a mesma de um lado para o outro vigorosamente. Pelo contrário, se o gato abanar a cauda suavemente, com uma postura corporal relaxada e uma expressão facial de bem-estar, significa que o gato está completamente tranquilo.

Pode-se igualmente distinguir o estado anímico do gato através das expressões faciais. Desta forma, um gato satisfeito tem as suas orelhas eretas, os bigodes relaxados e uma expressão dos olhos tranquila, com as pupilas dilatadas de acordo com a luz ambiente (figura 1). Por outro lado, um gato agressivo tem as orelhas inclinadas para trás, fecha as pupilas e coloca os bigodes para a frente (figura 2). Por sua vez, se o gato estiver assustado, as pupilas dilatam-se, baixa as orelhas para os lados e os bigodes ficam retraídos (figura 3). Existe uma expressão muito semelhante a esta, que é a de agressão/defesa, em que também abre a boca e mostra os dentes.

Em contrapartida, a expressão de um gato vigilante está entre a de um gato satisfeito e a de um assustado, pois mantém as orelhas eretas, coloca os bigodes para a frente e dilata as pupilas. Por fim, existe a expressão de relaxamento, onde os olhos estão semicerrados e as orelhas mantêm-se eretas quando acariciamos o gato ou se estiver meio a dormir (figura 4), que normalmente é acompanhado com o ronronar, um dos nossos sons preferidos.