Dez conselhos de verão

Diez consejos de verano

O verão é a temporada de férias por excelência e muitos de nós levamos os nossos animais de estimação para aproveitar este período de descanso. No entanto, o que para nós é diversão e entretenimento, para o nosso animal de estimação pode implicar um ou outro transtorno. Estes são os nossos conselhos de verão.

  1. Nunca, nunca deixe o seu animal num espaço fechado onde a temperatura possa aumentar excessivamente (carro, sala envidraçada, etc.), já que ele pode sofrer um golpe de calor que, em casos extremos, pode acabar-lhe com a vida.
  2. O exercício intenso deve ser controlado pelo mesmo motivo, de modo que as horas a meio do dia não são as melhores para brincar com o cão à bola.
  3. A viagem pode implicar stress, especialmente para o gato. Por isso, antes de fazer uma viagem é conveniente consultar o veterinário sobre como proceder (se enjoa no carro, se fica muito nervoso, etc.), para que este oriente adequadamente. Há até alimentos especiais para reduzir o stress, um para gatos e um para cães.
  4. As rotinas devem ser mantidas tanto quanto possível, especialmente no que se refere às horas das refeições e ao tipo de alimento. As mudanças abruptas de alimentos podem causar distúrbios gastrointestinais.
  5. A água é um nutriente essencial para os animais e, durante esta estação, não lhes deve faltar. Certifique-se de ter sempre água limpa e fresca disponível. Ah, e ao mudar de cidade, a água da torneira pode causar algum distúrbio gastrointestinal, ainda que ligeiro. Se assim for, pode precisar de dar-lhe água engarrafada.
  6. Observe as almofadas dele de vez em quando, uma vez que as superfícies por onde anda estão geralmente mais quentes do que o habitual e podem causar qualquer lesão abrasiva.
  7. A água do mar pode irritar a pele e os olhos do animal. Portanto, se na praia o acesso a cães for permitido, depois devemos lavar-lhe o corpo com água doce para remover o sal e, se necessário, por-lhe um pouco de soro nos olhos.
  8. Além de o manter vacinado, nesta época é muito apropriado protegê-lo das picadas do mosquito que transmite a leishmaniose.
  9. Mantenha-o sempre sob controlo. Sabemos que está de férias e um pouco mais relaxado, mas o seu animal pode perder-se a qualquer momento.
  10. O melhor método de identificação é o microchip, que além disso é obrigatório, mas existem alternativas que tornam as coisas mais fáceis em caso de ele se perder, como colocar uma placa de identificação na coleira com um número de telefone de contacto.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *