Como alimentar o gatinho

imagen-cabecera-como-alimentar-gatito

Quando se traz um gatinho novo para casa uma das maiores tentações é tratá-lo como se fosse um ser humano, mas antes de fazer isto tenha em conta que as necessidades dos gatinhos e as nossas são muito diferentes. Com certeza que gosta muito dele e não deve poupar esforços na atenção que lhe dá, mas os cuidados para com um gatinho novo devem satisfazer as necessidades próprias da espécie.

A  saúde futura do gato – e a esperança de vida dele – estabelece-se maioritariamente durante o crescimento e por isso, deve dar prioridade à alimentação porque é uma das necessidades fundamentais do gatinho.

icono fase screcimiento gato, cómo alimentar gatito

Fases de crescimento do gatinho

Desde o nascimento até ser adulto, o gatinho passa por várias fases de desenvolvimento completamente diferentes e para cada uma delas precisa de uma alimentação diferente.

  • Lactância. É o tempo que passa . Durante este período, o gatinho só pode tomar leite. Com certeza que o mais adequado para ele é o leite da mãe, mas em casos especiais é preciso utilizar leite de fórmula para gatinhos porque tem uma composição muito parecida à da espécie felina. A fórmula de Babycat Milk da Royal Canin não só oferece todos os nutrientes necessários para esta idade, mas também é muito digestiva, o que diminui o risco de diarreia no gatinho.
  • Desde o desmame até aos quatro meses de idade. Quer no período de transição do leite para um alimento sólido (desmame) quer na fase de crescimento até aos 4 meses, a comida para gatinhos deve satisfazer necessidades nutricionais específicas que são determinadas por vários fatores. Nesta fase começam a sair os dentes do gatinho. Ele experimenta o maior momento de crescimento da vida e é muito sensível às infeções porque deixa de receber as defesas adicionais que lhe oferece o leite materno. Por isso, precisa de um alimento que ajude o sistema imunitário e que seja muito digestivo para diminuir ao mínimo o risco de diarreia no gatinho.
  • Desde os quatro meses até à idade adulta. Neste período, o crescimento do gatinho já é mais lento, por isso, o alimento dele adapta o fornecimento de gordura e proteína às novas necessidades. Tenha em consideração que se costuma esterilizar o gatinho durante esta segunda parte do crescimento e, por isso, precisa de uma alimentação adaptada. Tem mais pormenores no artigo “Como escolher a comida do gatinho”.

No nosso pesquisador nutricional poderá encontrar o alimento mais adequado para o seu gatinho, de acordo com a idade dele e se está esterilizado.

icono cómo elegir comida, artículo cómo alimentar al gatito

Como escolher a comida do gatinho

A escolha da comida do seu gatinho novo pode ser uma tarefa difícil devido à grande oferta disponível, por isso, é preciso certificar-se de que conta com os nutrientes adequados para o desenvolvimento dele. Lembre-se que a fase de crescimento do gatinho é fundamental para a saúde do resto da vida dele, motivo mais do que suficiente para que a escolha do alimento seja uma das coisas mais importantes para si, desde que é um gatinho lactante até ser adulto.

Também lhe recomendamos ter em consideração estes conceitos fundamentais:

  • Idade do gatinho. Como vimos no artigo “Fases de crescimento do gatinho”, desde que nasce, o desenvolvimento do gatinho passa por várias etapas e cada uma delas precisa de uma alimentação específica porque as necessidades nutricionais variam. Por isso, é preciso escolher um alimento adequado à idade de cada gatinho.
  • Raça do gatinho. Algumas raças felinas têm sensibilidades especiais, por isso, formularam-se alimentos que se adaptam a estas raças. Duas das que dispõem de uma alimentação especial desde que são gatinhos são a Persa e a British Shorthair.
  • Esterilização do gatinho. A esterilização provoca mudanças no metabolismo do gato e, por isso, precisa de uma alimentaçao adaptada. Estos cambios determinan la elección de la comida del gatito, así que elige el alimento según si esté esterilizado o no.
    • A alimentação do gatinho não esterilizado – fornecimento energético adaptado, reforça as defesas e contém proteínas de elevada digestibilidade.
    • A alimentação do gatinho esterilizado – –  energia controlada para diminuir o risco de obesidade e tem especial cuidado com a saúde urinária.
  • Tipo de vida do gato. Uma vez adulto, também deve ter em conta o tipo de vida dele, já que os gatos de interior precisam de uma alimentação muito especial.
icono pautas alimentación, artículo cómo alimentar al gatito

Pautas de alimentação do gatinho

Uma boa alimentação do gatinho não só consiste em escolher a comida mais adequada para ele, mas também é preciso ter em conta outras coisas, tais como: qual a frequência com que deve comer; que quantidade diária deve dar-lhe; se deve ter horários ou um determinado lugar para comer e estabelecer como rotinas de alimentação do gatinho.

  • Qual a frequência com que come um gatinho? Um gatinho recém-nascido toma até oito biberões por dia, número que se vai reduzindo com o tempo. Depois do desmame, o número de vezes que o gatinho come por dia dependerá de cada um, pois por natureza o gato toma várias e pequenas tomas por dia. Por isso, recomendamos que calcule a ração recomendada e deixe-a disponível para que ele a vá comendo de acordo com o próprio ritmo.
  • Que quantidade deve comer um gatinho por dia? A quantidade de comida diária que deve dar ao gatinho depende do tamanho e da idade dele. É melhor que siga as indicações da tabela de racionamento das embalagens e adaptá-la no caso de ver que aumenta muito de peso ou, pelo contrário, se está muito magro. Pela própria natureza, os gatos tendem a fazer refeições muito pequenas, mas várias por dia, entre 12 e 20 ao longo do dia. Por isso, recomendamos que calcule a ração adequada e deixe à disposição dele. Se ainda assim tem dúvidas sobre a quantidade que deve comer um gatinho, o veterinário é quem melhor o pode ajudar.
  • O gatinho deve ter horários de refeições? Pelo contrário, se prefere racioná-la é conveniente que seja rigoroso com esse horário, entre outras coisas, para que o gatinho não tenha ansiedade com a comida.
  • O gatinho deve ter um determinado espaço para comer?
  • O gato é um animal de hábitos, por isso, é bastante conveniente que tenha sempre a comida num determinado lugar. Também é importante que este lugar seja muito fácil de limpar. No entanto, não gosta de comer perto da bandeja de areia. Na medida do possível, tente que a água não esteja perto do comedouro para evitar sujá-la com os croquetes.
icono cuatro cosas importantes, artículo cómo alimentar al gatito

Outras quatro coisas importantes na alimentação do gatinho

Para os especialistas em nutrição, a água, para além de ser um nutriente, é fundamental. Porquê? Porque sem água o organismo não pode funcionar. Tão importante como isto é saber quando é preciso fornecer suplementos nutricionais, que não deve dar nenhum alimento que não seja o dele e se pode deve misturar vários alimentos.

  • Que quantidade de água é que se dá a um gatinho? Como a água é fundamental para todos os processos do organismo, a resposta é muito simples: o gatinho deve ter sempre água ao alcance dele, limpa e fresca para que possa beber quando quiser. Fresca não significa fria, já que isto pode prejudicá-lo. Se vir que o gatinho não bebe água, deve consultar o veterinário para impedir uma possível desidratação.
  • Devo dar suplementos aos gatinhos? Quando a dieta do gatinho tem todos os nutrientes necessários na proporção adequada, como com os alimentos da Royal Canin, não é preciso dar suplementos nutricionais. As vitaminas adicionais para gatinhos também não fazem falta, inclusivamente podem ser prejudiciais.
  • Porque é que o gatinho não quer comida para gato? Esta rejeição costuma ser mais habitual nos gatos que tomam alimentos diferentes aos que estão habituados. Por isso, tente não lhe dar comida preparada para si, somente a dele.
  • Pode misturar diferentes alimentos? Não misture alimentos formulados para atender a diferentes necessidades com a ideia de conseguir o efeito dos dois alimentos, isto o único que faz é desequilibrar a dieta dele.
icono cuándo y cómo cambiar la comida, articulo cómo alimentar al gatito

Quando e como mudar a comida para gatinhos?

Se o veterinário não lhe indicar o contrário, o gatinho deve mudar a alimentação dele em vários momentos: com o desmame, aos quatro meses de idade, quando atinge a idade adulta e depois da esterilização. Isto é importante independentemente se se esteriliza antes ou depois de adulto.

Normalmente, para evitar que o gatinho rejeite o alimento novo ou que apareçam vómitos ou diarreias, a mudança de alimentação deve ser feita pouco a pouco. Esta mudança gradual é conhecida como transição alimentar.

icono qué tipo de comida dar, cómo alimentar al gatito

Qual o tipo de comida que se deve dar ao gatinho?

Os dois grandes tipos de alimentos para gatos disponíveis no mercado são a comida seca e a húmida.

O mais normal é escolher a comida seca para o gatinho, mas tem muitos benefícios para a saúde dele dar-lhe uma alimentação mista, isto é, a que combina alimentos secos com húmidos.

icono cómo encontrar comida, artículo cómo alimentar al gatito

Como encontrar a comida do gatinho

Deve ter em consideração todos os conceitos que vimos até aqui para escolher a comida do gatinho mais adaptada às necessidades dele, idade, raça e esterilização antes de ser adulto. Agora é preciso encontrá-la.

Se aplicar estes critérios no nosso pesquisador nutricional de certeza que encontra a comida mais adequada às necessidades do seu gatinho, mas se tem alguma dúvida, consulte o veterinário.

Uma vez escolhida a comida para o seu gatinho, pode comprá-la nas  lojas especializadas in situ e online, assim como em clínicas veterinárias.